Blog

publicado em 7 de dezembro de 2020

Tarifa vermelha entra em vigor em dezembro e conta de energia volta a subir

Conta de energia volta a aumentar.

As bandeiras tarifárias voltaram a entrar em vigor neste mês de dezembro. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a queda no nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas contribuíram para a antecipação desta retomada, já que as cobranças de taxas extras estavam suspensas temporariamente devido ao novo Coronavírus e suas consequências sobre a economia do país.

A Aneel havia afirmado que, em virtude da pandemia, as cobranças de taxas extras estariam suspensas até o dia 31 de dezembro, porém, em nota divulgada pela a agência, “a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia levaram à revisão da decisão.” Por este motivo, as contas de energia voltarão a subir.

O sistema de bandeiras tarifárias são baseadas nas condições de produção das usinas e servem como sinalizador para o consumidor de energia elétrica. Quando as condições estão favoráveis, aciona-se a bandeira verde (sem cobrança de taxas) e em condições ruins, as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2, podem ser acionadas. Em reunião, a Aneel decidiu acionar a bandeira vermelha 2, o patamar mais alto, com uma taxa extra de R$6,243 a cada 100kWh.

Segundo o Diretor Efrain Pereira da Cruz, o setor enfrenta uma seca que há muito não se via, além disso, o consumo de energia voltou ao patamar pré-pandemia em Setembro. Por este motivo, a avaliação da agência sobre o sistema de bandeiras tarifárias precisou ser retomada imediatamente, e não apenas em janeiro de 2021, como estava previsto.

Por esta e outras razões, o setor de Energia Solar vem crescendo gradativamente, já que um dos benefícios deste sistema é não estar refém das cobranças de taxas extras. Além disso, existem outros motivos para os brasileiros investirem em Energia Solar, são eles: economia de até 95% na conta de energia, não polui, é renovável, limpa e sustentável, instalação simples, pouca manutenção, sistema com vida útil de mais de 25 anos e muito mais. Investir em Energia Solar é investir em sustentabilidade, economia e tecnologia de ponta.